• en
  • Davi Kopenawa Yanomami

    Davi Kopenawa é xamã e porta-voz do povo Yanomami. Nascido por volta de 1956 em Marakana, uma comunidade indígena no norte da Amazônia, Davi começou a lutar pelo reconhecimento da vasta área habitada pelos Yanomami em 1983. 

    Por 25 anos liderou incansavelmente a longa campanha nacional e internacional para garantir os direitos às terras do seu povo, pela qual ganhou reconhecimento dentro e fora do Brasil. Desde 1989, Davi fez diversas viagens ao exterior para se reunir com órgãos governamentais e ONGs com a finalidade de arrecadar fundos para projetos vitais de saúde e educação de sua comunidade, bem como também para expor as contínuas ameaças de garimpeiros, colonos e fazendeiros nas terras indígenas. Com isso, a área Yanomami foi oficialmente reconhecida pelo governo brasileiro em 1992, pouco antes de sediar a primeira Cúpula da Terra da ONU no Rio de Janeiro.

    Vencedor do prêmio UN Global 500 em 1989, agraciado com a Ordem do Rio Branco pelo presidente Fernando Henrique Cardoso em 1999, Davi também recebeu uma Menção Honrosa pelo júri do prêmio espanhol Bartolomé de las Casas em 2008. 

    Mais recentemente, Davi recebeu a Honra ao Mérito da Câmara Municipal da Boa Vista (RR) em 2012 e o prêmio Right Livelihood por seu trabalho na proteção ao meio ambiente em 2019. Em 2021, Davi se tornou membro da Academia Brasileira de Ciências. É co-roteirista e personagem do filme A Última Floresta.